Um almoço de domingo na praia

 



IMG_4989Adoro praia. Já sei, vocês que me conhecem vão dizer “como assim? Você só fala de São Francisco Xavier, passa praticamente todos os finais de semana na montanha, e vem com essa história de praia…”. É verdade, meus queridos e minhas queridas. Hoje meu segundo lar fica lá na serra da Mantiqueira, no distrito de Sfx, 1300 metros acima do nível do mar. Mas durante boa parte da minha vida eu não saia da praia. Conheço o litoral norte de São Paulo, da Barra do Una a Camburizinho, passando por Ilhabela, como a palma da mão. Quer dizer, conhecia. Da última vez que estive em Camburi, há uns três anos, muita coisa havia mudado. Só não mudara o meu restaurante preferido, o Manacá, que continuava com o mesmo charme e a mesma deliciosa comida de sempre, embora o Edinho, seu dono e chef, já tivesse se mandado para a Bahia, para fundar o maravilhoso Amado. E também conheci o Ogan, do chef Valmir Alexandrini, uma delícia.

Quanto a Ilhabela, estive lá ano passado, hospedado na casa dos queridos amigos Gene e Denise, na costeira da Feiticeira, com uma das vistas mais bonitas do mundo. A ilha continua bela, apesar de ter crescido muito, até mais que o desejável…

Mas por que estou falando disso agora? Este é um post de lugares ou vou falar de algum prato dos restaurantes da região?

Não, meu amigo, minha amiga, é que o prato da foto, cuja receita vem em seguida, me lembra, sempre, um almoço de domingo na praia. Não é especificamente de nenhum restaurante, mas me lembra todos, do Una a Camburi, passando por um de fundo do quintal no Sahy, que nem sei se ainda existe…

O prato é um file de pescada branca empanado, com molho de camarão. Eu fiz assim:

Comprei a pescada na banca de peixes da feira perto de casa. Pedi para limpar, tirar as espinhas e transformar em filés. Empanei os filés do peixe passando no ovo e na farinha, com uma pitada de sal, e fritando em abundante óleo de canola (pode ser também de girassol ou de milho). Tirei o excesso de óleo no papel toalha. Coloquei os filés na travessa que seria levada à mesa.

Por cima, coloquei o molho de camarão. Calma, já vou contar como fiz o molho…

Refoguei cebola e alho bem picadinhos em azeite de oliva. Coloquei os camarões médios no refogado para dourar. Em seguida coloquei os tomates pelados italianos bem picadinhos, para desmancharem mais rapidamente. Deixei apurar por não mais que 20 minutos, para que os camarões não ficassem borrachentos. Corrigi o sal. Finalizei com salsinha para enfeitar, depois de distribuir o molho sobre os filés de peixe. Pronto.

Agora é só servir. Para acompanhar, vale tudo: capirosca, vinho branco, espumante, cerveja. Ao gosto do freguês. Isso é o que eu chamo de um verdadeiro almoço de domingo na praia. Mesmo que você esteja no campo. Ou na cidade…

 

Bom apetite!

9 de março de 2014

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *