Mulheres da vida

  Descia do ônibus na confluência das avenidas Cásper Libero, Senador Queiroz e Ipiranga. Pegava a rua dos Andradas, atravessava a Aurora, a Vitória, a praça Júlio Prestes, continuava pela Dino Bueno até chegar à Eduardo Prado, mais ou menos doze quarteirões depois, onde ficava a firma em que trabalhava como auxiliar de escritório. De […]

A mão esquerda

   Segurava o rosto dela com as mãos. Não podia acreditar que ela estava terminando tudo. Ela falava, falava, mas ele já não escutava mais nada. A última coisa que entrara pelos seus ouvidos fora “precisamos conversar… acho que é melhor cada um seguir seu caminho…”, que caminho, meu Deus, ele não queria seguir caminho […]