Em Beirute tem beirute?



IMG_4167

Beirute é a capital e maior cidade do Líbano. Localizada na costa do Mediterrâneo, Beirute foi fundada pelo fenícios no século XV a.C., e foi ocupada por gregos, romanos e bizantinos e, mais recentemente, no século passado, por franceses e ingleses. Beirute, apesar de castigada pela guerra civil, é uma cidade muito bonita e cosmopolita.
Beirute é também o nome de um sanduíche muito popular aqui entre nós. Provavelmente uma homenagem à capital do Líbano, é feito com pão sírio, trazido para o Brasil no início do século XX pelos imigrantes do Oriente Médio.
Beirute, o sanduíche, é uma criação tipicamente… paulista! Como assim? É isso mesmo, meu querido, minha querida, o beirute foi inventado aqui em São Paulo, provavelmente pelos imigrantes libaneses, que colocaram ingredientes presentes no misto quente, no bauru e até na pizza no meio do pão sírio, para nossa alegria e prazer. E alcançou a perfeição no Frevo, misto de bar, restaurante e lanchonete aqui de São Paulo, carinhosamente chamado pelos freqüentadores de Frevinho, que faz o que é considerado o melhor beirute de São Paulo, do Brasil e, consequentemente, do mundo, uma vez que só existe por aqui.
Isso quer dizer que, respondendo à pergunta lá de cima, em Beirute você não vai comer nenhum beirute. Mas com certeza a culinária libanesa não vai decepcioná-lo, com suas iguarias maravilhosas…
Bem, como nosso assunto neste post é beirute, o sanduíche, aqui vai uma receita bem simples, prática e facílima de fazer. Esse da foto eu fiz recentemente lá em São Francisco Xavier, à beira do fogão à lenha, e, modéstia à parte, não ficou nada a dever ao do Frevinho. Talvez pelo fogão aceso, pelas taças de chianti, sei lá, tantas coisas…
Chega de conversa fiada e vamos à receita: tomate fatiado, mozzarella de búfala, orégano e azeite no pão sírio. Leve ao forno na função gratinar sem a tampa do pão. Se não tiver função gratinar, tudo bem. Depois que a mozzarella derreter, cubra com a tampa do pão pra esquentar. Sirva quente, com a mozzarella derretendo. Não esqueça o vinho!

Bom apetite!

8 de novembro de 2013

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.