Bacalhau de festa



IMG_2967

Pular sete ondas, comer sete grãos de romã, um prato de ervilhas, tomar uma taça de champanhe exatamente à meia-noite do dia 31, enfim, são inúmeras as simpatias de ano-novo, muitas delas tendo com protagonistas comidas ou bebidas. Quanto às ondas, faz tempo que não as pulo, pois há mais de 10 anos passo meus réveillons na montanha. Mas, embora não pule sequer uma onda, não dispenso um banho de cachoeira que, dizem, ajuda a afastar tudo o que de ruim aconteceu no ano que termina e traz boas energias para o ano que começa. Já no quesito champanhe, uma de minhas paixões, à qual dediquei inclusive um post, que você pode ver aqui, sou inteiramente a favor. Não apenas à meia-noite, mas durante toda a noite, inclusive no café da manhã do primeiro dia do ano…

Claro que, por via das dúvidas, não dispenso o prato de lentilhas. Aliás, aqui no blog tem uma receita deliciosa da minha amiga Meggy. Para conhecer, clique aqui.

Bom, mas este post não é pra falar de simpatias e superstições, assuntos sempre recorrentes nesta época. Mas sim pra falar de outro assunto indispensável: o que fazer para comer na ceia do dia 31? E no almoço do primeiro dia do ano?

Eu tenho uma idéia: que tal um bacalhau, o nobre peixe das águas frias da Noruega, o code fish, um legitimo gadus morhua, que vai bem tanto na ceia quanto no almoço. E a receita que eu trago aqui tem tudo a ver com esse momento de festa. Colorido, suculento, saboroso, eu chamo de Bacalhau de Festa. Vamos a ela:

A primeira coisa a fazer é escolher o bacalhau. Conselho de amigo: hoje você tem nos supermercados o legítimo lombo de bacalhau congelado já dessalgado. Prefira esse. É só descongelar e ele já está no ponto pra ir ao forno ou à grelha, sem perder nada do sabor.

Bacalhau escolhido e descongelado, vamos em frente: ferva o lombo do bacalhau durante uns 5 minutos numa mistura de leite com água. Feito isso, enxágüe bem em água fria, com cuidado para não desmanchar as postas, caso você resolva fazê-lo em postas. Não é o nosso caso, pois vamos utilizá-lo em grandes lascas. Tire as espinhas que porventura sobraram enquanto vai desmanchando o bacalhau em lascas, com as mãos. Numa forma que possa ir ao forno e depois à mesa, faça camadas de lascas de bacalhau, rodelas de tomate, cebola roxa e rodelas de batata já cozida. Na última camada, espalhe por cima azeitonas pretas portuguesas e rodelas de ovo cozido. Tudo isso regado a muito azeite. Leve a forma ao forno por no máximo meia hora. Tire do forno e regue com mais azeite. Sirva com arroz branco. E um bom vinho português, é claro, que pode ser tinto, por que não?

Bom apetite e feliz ano-novo!

30 de dezembro de 2013

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.