A última ceia (as sobras do cordeiro)

Nas descrições da última ceia de Cristo com seus apóstolos, além da constatação de que ela ocorreu na noite de terça para quarta feira, e não na sexta, confusão gerada pela existência de dois calendários diferentes na época, um fato parece claro: Cristo e seus pares à mesa mal tocaram no cordeiro servido, seja pela gravidade da situação anunciada pelo Mestre, seja pela tensão gerada por haver um traidor entre eles. Não importa. O que me interessa aqui é o seguinte: o que foi feito com as sobras do cordeiro?
Quando eu era criança, a páscoa começava uma semana antes, no domingo de ramos, quando as pessoas da família se visitavam levando ramos de oliveira. E, para a maioria das pessoas, terminava com o almoço de páscoa, cheio de delícias que minha mãe e minhas tias faziam.
Mas, para mim, não acabava aí. Porque, na noite de domingo de páscoa, como em todos os domingos, ninguém preparava o jantar. Tudo o que sobrara, no sábado e no domingo, ia para a mesa.
Tortas de frango e de palmito (às vezes de camarão), polpetas, ragus, partes do frango, pedaços de ficazza, mesmo o macarrão requentado, que eu achava uma delícia. Mas nada se comparava às sobras do cordeiro. Ou do cabrito, que minha mãe mandava assar na padaria.
Foi pensando nisso que resolvi postar aqui a receita de um prato feito com as sobras daquele pernil de cordeiro que você fez seguindo a receita que eu dei ano passado e que você pode rever aqui.
É super simples: pegue as sobras do pernil de cordeiro, ou de outras partes, como a paleta ou o carré (sobras de frango também ficam ótimas), e pique grosseiramente. Reserve.
Faça um cuscus marroquino (se você tiver sobras, melhor ainda). Também é muito fácil: para quatro pessoas, espalhe 250 gramas de cuscus marroquino pré-cozido (você encontra em qualquer supermercado) em uma frigideira larga com tampa.
Ferva a mesma quantidade de água (250 ml) com sal. Regue o cuscus com um fio de azeite e em seguida espalhe a água quente sobre todas a superfície. Tampe a frigideira e deixe descansar por 7 a 10 minutos. Tire a tampa da frigideira e, com um garfo, delicadamente, separe os grãos do cuscus, deixando-o soltinho.
Agora, numa outra frigideira, que pode ser com fundo refratário ou de inox, coloque duas colheres de azeite extra virgem, deixe esquentar, e ponha os pedaços de cordeiro para refogar por uns 5 minutos. Em seguida, despeje o cuscus sobre os pedaços de cordeiro e misture bem, ainda sobre o fogo. Tire do fogo e coloque no prato, individualmente, guarnecido por uma salada de rúcula, como na foto.
Vai ficar divino. Servido com um bom vinho tinto, de médio corpo, é um prato que não fica nada a dever às iguarias do almoço. Um excelente encerramento para um domingo de páscoa.

Bom apetite!

30 de março de 2012

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.