A beterraba e a busca do eu



Eu havia programado para este post uma receitinha básica de uma sopa de beterraba que eu inventei a partir dos ensinamentos da minha amiga Laura Pires, especialista em alimentação ayurvédica, só para vocês verem como é fácil fazer e, ao fazerem, constatar como a união de ingredientes aparentemente insossos pode resultar num prato muito saboroso.

Mas, antes da receita, eu tenho que falar um pouco sobre o dia de ontem.
Ontem foi um domingo muito especial. Um verdadeiro privilégio. Participei do TEDxDaLuz, que aconteceu na Umapaz, no Parque do Ibirapuera, com a curadoria de Mariana Cogswell. Sob o tema Jornadas Gestadoras, foi um encontro emocionante com a Jornada de pessoas que, de uma forma ou de outra, duvidaram da verdade que lhes fora imposta, seja pela educação, seja pelo destino, seja pela formação familiar, e buscaram a sua essência das mais diversas formas, hora mergulhando no desconhecido, hora indo atrás do sonho, mas sempre questionando, sempre inconformados com as fórmulas e as respostas prontas.
Foi inspirador ouvir essas histórias. E, principalmente, sentir que cada vez mais pessoas estão buscando uma forma mais autêntica de viver, um jeito mais suave de encarar o próximo, uma aproximação verdadeira com seu próprio eu.
Acho que as palestras já estão disponíveis no site do TEDxDaLuz. Se vocês tiverem um tempinho, vale a pena ver.
Agora, vamos à receita:
Ingredientes:
½ quilo de beterraba
½ quilo de inhame
2 unidades de alho poró
1 colher de chá de curry
1 cravo
1 casquinha de canela
1 colher de sobremesa de ghee (manteiga clarificada) ou de óleo de girassol para refogar.
 sal a gosto.
Preparação:
Pique 1 alho poró bem picadinho e refogue no ghee ou no óleo de girassol (reserve o outro alho poró)
Coloque na mesma panela do refogado o curry, o cravo, a canela, a beterraba e o inhame descascados e em pedaços.
Coloque na mesma panela 1 litro de água.
Deixe cozinhar até a beterraba e o inhame amolecerem um pouco (uns 30 minutos)
Tire o cravo e a canela e coloque tudo no liquidificador. Bata bem.
E aquele alho poró que você reservou? Não esqueci, não: corte-o em rodelas bem fininhas.
Coloque o conteúdo do liquidificador de volta na panela. Coloque as rodelas de alho poró dentro. Leve ao fogo por mais 15 minutos. Sal a gosto. Pronto.
A receita serve 4 pessoas. Use-a como pretexto para reunir os amigos. Mesmo que a sopa não fique perfeita, garanto que o encontro vai valer a pena.
Bom apetite!
21 de novembro de 2011

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *